A dificuldade de se colecionar

Ser colecionador é algo satisfatório. Ser colecionador é algo difícil. Ser colecionador às vezes se torna um vício, mas acima de tudo ser colecionador é uma arte. Para ser colecionador, é preciso participar de “caças ao tesouro” diariamente até.

Fósforos, latinhas, tampinha de garrafa, selos, gibis, namoradas e namorados. Quem nunca foi colecionador um dia?

Na época da Internet as coisas se tornaram mais fáceis, e ao mesmo tempo mais caras! Como Sergio, você está doido? É uma tese que tenho, e direi o porquê.

Há 4 anos atrás fiquei com saudade dos gibis Disney, que tanto animaram minha infância, com suas tramas gostosas e suas aventuras fantásticas, em que na hora H os mocinhos realmente venciam, e não chegavam ao leitor do gibi e diziam “sou o dono do gibi, por isso não posso perder”, como na Turma da Mônica, que também foi parte da minha infância, até mais porque durante anos tive assinaturas, mas nunca minha turma preferida.

Só tinham restado sobras de gibis em minha casa, caixas cheias de páginas em que uma única edição inteira não podia ser encontrada.

Senti saudade de reler almanaques Disney, Disney Especiais e tantas outras revistas. Fiz buscas no Mercado Livre e em lojas virtuais de quadrinhos, e consegui adquirir boas edições a preços excelentes. Só para citar alguns exemplos:

– Edição de Luxo Disney – R$ 4,00 cada
– Pato Donald Especial – R$ 3,00 cada
– Almanaque dos personagens – R$ 1,20 cada
– Graphic Disney – R$ 2,00 cada
– Série Ouro Disney – R$ 2,00 cada
– O destino do Zé Carioca, série completa – R$ 8,00
– Anos de Ouro do Tio Patinhas, volume 1 – R$ 8,00

Eu era um mero estudante de engenharia com bolsa de pesquisa, então não tinha tanta verba para gastar com “gibis antigos”. Um dia desses fiz uma busca no meu e-mail e achei uma comunicação antiga que eu fiz com a loja lucahq, que era uma das melhores nos primórdios das vendas de gibis via net no país (hoje fechou). Eu iria comprar 40 “DISNEY ESPECIAL” (incluindo o número 100), 21 “DISNEY ESPECIAL REEDIÇÃO”, 10 “DISNEY SUPERESPECIAL”, 3 ANOS DE OURO DO ZÉ CARIOCA, O MISTÉRIO DOS SIGNOS completa, 32 EDIÇOES EXTRAS, 15 DUCKTALES, 23 SELEÇÃO DISNEY, 4 edições especiais do tio patinhas, 4 edições especiais do pato Donald incluindo a de 75 anos, 2 EDIÇÃO DE LUXO, 1 NATAL DISNEY DE OURO”, 1 “SÉRIE OURO DISNEY”, 6 “DISNEY APRESENTA” e 2 revistas da série “MICKEY 60 ANOS”. Tudo isso sairia por R$ 650,00 com frete grátis.

Na mesma época lembro que o “loucoporgibis” vendia muitíssimas edições de DISNEY ESPECIAL no Mercado Livre a R$ 5,00 cada, com desconto de 20%, ou seja, a R$ 4,00 a revista para um pacote.

Repetindo, era um mero bolsista, então não comprei quase nada!

Nessa época, meu foco foram as coleções “Anos de Ouro”, então fechei logo os Anos de Ouro do Tio Patinhas, Donald e Zé Carioca, sempre pagando menos de R$10,00 por um volume. Que tempo bom! Comprei também a série “O Mistério dos Signos” e outras, começando uma boa coleção,mas ainda com menos de 100 revistas.

Ano passado senti de ler os quadrinhos Disney atuais. Fui então consultar informações sobre que HQs estavam disponíveis nas bancas atualmente, preços, edições, assinaturas, etc. Confesso que foi grande a decepção, pois só 5 titulos dos personagens Disney que aprendi a amar continuavam sendo vendidos pela abril (Aventuras Disney, Tio Patinhas, Donald, Mickey e Zé Carioca), sem assinatura e com distribuição setorizada. Em outras palavras, não chegariam nunca em minha cidade, e quando chegassem, seriam com atraso de três ou quatro meses e com páginas amassadas provenientes do resto do Brasil.

Além disso, as revistas tinham (e tem) preço salgado, pouco número de paginas e histórias sofríveis. Ainda, conforme um amigo meu insiste, e é verdade, o numero “real” de páginas hoje é menor, pois onde antes cabiam 6, 8, 10 quadrinhos, agora cabem 3 ou 4. Historias de 8 páginas viraram histórias de 12 ou 14.

Consegui, via internet, adquirir todas as edições de AVENTURAS DISNEY até agosto último, e também todas as edições da sensacional coleção AS OBRAS COMPLETAS DE CARL BARKS. Adquiri boa parte também dos exemplares dos últimos anos editados, tudo isso de um vendedor só, pela metade do preço e com frete via Sedex grátis.

Tive então vontade de começar para valer minha coleção de edições antigas, que eram as que realmente tinham graça. Com isso comecei a incluir na minha estante, a preços bastante razoáveis, quando não ótimos: TIO PATINHAS ESPECIAL, SÉRIE OURO DISNEY, EDIÇÃO DE LUXO, DISNEY SUPERESPECIAL, TIO PATINHAS DE OURO, MICKEY DE OURO, PATO DONALD DE OURO, MICKEY 60 ANOS, A SAGA DO TIO PATINHAS, NOVO DISNEY ESPECIAL, dentre outras coleções, todas completas.

Outras séries como NATAL DE OURO DISNEY e PATO DONALD ESPECIAL, além dos almanaques dos personagens, comecei a adquirir, e hoje me faltam uma ou duas edições apenas, para fechar.

Mas o assunto do tópico não é minha coleção, mas a dificuldade para completá-la. Em Maceió, sebos com gibis Disney são raros, nunca comprei uma edição em sebo aqui, inclusive, já o fiz em outros estados, mas nunca aqui. Resta apelar para a internet.

Eis que surge soluções, mas também vários problemas!

Os mesmos vendedores que negociavam a preços tão baixos há quatro anos hoje vendem as mesmas revistas a preços 3, 4, 5 vezes maiores. Preços absurdamente caros da editora abril atual, aliado a preços colocados por outra loja de gibis antigos, inflacionaram absurdamente o mercado, e até mesmo revistas de 32 páginas (AVENTURAS EM PATÓPOLIS), que não são raras nem muito importantes no Universo Disney, são vendidas a quase 10 reais, alias, são postas a venda, porque duvido que alguém as compre por esse valor.

Muitos “vendedores exploradores” surgiram, claro que não vou citar nomes, mas quem quiser é só entrar no ML e conferir os preços abusivos. Edições de banca vendidas no outro mês pelo dobro do preço. Gibis velhos (velhos, e não raros) sendo empurrados.

Uma coisa é vender O PATO DONALD #1 ou TIO PATINHAS #9 (essa talvez a mais rara revista Disney, na sua capa verde) por preços superiores a R$ 1.000,00. Tem colecionadores que o compram, porque pode valer isso mesmo. Imagine você ter todas as 2370 edições já lançadas da revista O PATO DONALD, menos a primeira. Claro que se estiver dentro do seu orçamento, você pode gastar um bom dinheiro nessa pequena preciosidade.

Uma coisa absurdamente diferente é cobrar R$ 20,00 em uma edição ALMANAQUE DO PATO DONALD #13, DUCKTALES #15, ESCOTEIROS MIRINS #8 OU DISNEY MIX #7. Simplesmente não valem isso, e quem as vende a esse preço sabe disso e apenas quer explorar os “clientes”.

Antes que digam que sou louco, não coleciono as “revistas de série”, porque teria que gastar um dinheiro imenso para comprá-las e nunca teria tempo para lê-las. Mas do que ter as revistas, quero lê-las. Até tenho uma alternativa para colecionar essas revistas, mas em “formato virtual”, conforme tópicos a seguir mostrarão.

Hoje meu foco é completar minha coleção de DISNEY ESPECIAL. Acabo de comprar 22 edições de Disney Especial por R$ 4,25 cada, incluindo a número 28 (posta a venda por R$ 35,00 no ML), todas em ótimo estado. Do mesmo vendedor, acabo de comprar 46 edições de DISNEY ESPECIAL REEDIÇÃO por menos de R$ 3,00 cada.

Tem um vendedor no ML (OGONZAGA) que já me vendeu peças raras bem baratas. Entrei em contato com ele esses dias, inclusive, lamentando não ter comprado algumas coleções que ele vendeu a preços baratíssimos nesse quase um ano em que fiquei sem procurar as revistas, de outubro último a abril de 2009.

Para mostrar que não são poucos os vendedores honestos e coerentes, acabo de comprar os DISNEY ESPECIAL #18, 29, 30, 33, 34, 35, 36, 37, 38, 39, 42, 44, 45, 46, 48, 50, 51 e 52 por R$ 4,00 cada. Uma pequena procura no ML nos leva a preços de R$ 20,00 a R$ 40,00 nessas mesmas edições. Comprei barato? Sim. O preço justo é o anunciado? Não! Qual o preço certo? Algo próximo aos 10 reais, na minha opinião.

E assim caminha minha coleção. Sei que há edições raras, difíceis de achar, que só se acha a preços abusivos. Vejamos:

– Disney Especial #100 – Raríssima, falando da Dinastia Pato, cotada a R$ 70,00 em alguns sites. ACABO DE COMPRAR A R$ 10,00, de outro vendedor.

– Disney Especial #177 a #180 – Raríssimas até mesmo para achar (tem sites vendendo a R$ 60,00 a última), pois as tiragens foram pequenas, são as últimas edições da série. ADQUIRI NAS COMPRAS A QUE ME REFERI ACIMA, por R$ 4,25 (177 e 179) e R$ 3,00 (178 e 180). O valor real seria algo próximo a R$20,00 na minha opinião.

Ultimamente venho entrando em contato com vários vendedores, e infelizmente os preços que vejo são altos mesmos. Chegou um momento em que o padrão de preços pedido está tão alto que os caras simplesmente querem empurrar gibis velhos como raridades que valem muito. Comprei algumas edições de luxo a um preço ótimo de um vendedor ano passado, entrei em contato há uma semana, e ele diz que agora “se tocou” que tem que vender caro. Bem, assim é nosso país, todos querem levar vantagem sempre!

Nessa matéria, em nenhum momento defendo que produtos bons e raros devem ser vendidos a preço de pechincha, mas que a qualidade oferecida tem que ser boa e os preços condizentes com a realidade. E quando falo em realidade, não falo de “vender barato porque o Brasil é um lugar de gente pobre”, mas de preços reais para colecionadores ou admiradores. Se os preços aplicados fossem para gibis em ótimo estado, até seriam aceitáveis, mas para gibis bons/razoáveis, nunca.

O que está acontecendo no mundo dos colecionadores de gibis, a meu ver, levará para uma única situação no futuro próximo. Quer colecionar? Então seja rico! Até isso começa a acontecer em nosso país.

Anúncios

~ por sergiokid em maio 30, 2009.

3 Respostas to “A dificuldade de se colecionar”

  1. Se conhecer alguém interessado em vender AS OBRAS COMPLETAS DE CARL BARKS, posso estar interessado. Moro em Portugal e sempre adorámos as edições brasileiras, que foram as primeiras aqui. Não temos nada por cá parecido com essa edição. Muito obrigado.

  2. Cara, concordo com você. O que tem de vendedor explorador não é brincadeira. Vi esse seu post hoje, numa busca pela internet, e poxa, hoje em 2011 a coisa parece só ter piorado.
    Enfim, tenho gibis disney para troca e procuro outros. Se estiver disposto a avaliar trocas, é só dizer!
    Abs

  3. Caro Sérgio, sou colecionador da Disney, e gostaria de encontrar os Disney Especial 4 e 5 (1a. edição). Tenho algumas revistas antigas repetidas (Mickey, Tio Patinhas, Disney Especial), se interessar. (franciscoroloff@yahoo.com.br)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: