O dia 6 de abril e duas viradas sensacionais

Todos se lembram do recente esquadrão, principalmente no ataque, formado pela MSI, com Tevez, Nilmar, Roger, Carlos Alberto, Ricardinho, Marcelo Matos, Rosinei e Masherano, dentre outros.

Muitos dos jogadores da equipe às vezes eram acusados de não jogar com tanta vontade (não é Gustavo Nery), mas houve várias noites e tardes em que o show falou mais alto do que a inimizade de alguns “craques” que havia no grupo, e o espírito Tevez de jogar baixou em cada jogador.

A goleada de 7 no Santos foi gostosa, as séries de vitórias seguidas no Brasileirão 2005 e as goleadas de 5 gols no Paulistão de 2006 também, mas, pelo menos para mim, duas noites foram inesquecíveis, as duas no dia 06 de abril.

Em 06 de abril de 2005, o Corinthians tinha uma missão quase impossível: vencer o Cianorte por quatro gols de diferença e se classificar na Copa do Brasil. Mas para o Corinthians, o impossível se torna real, mesmo com muito sofrimento.

Em um Pacaembu lotado com 34.330 pagantes, o time foi com tudo para cima e pressionou demais a saída de bola do time paranaense, fazendo com que Tevez, após recuo errado do zaqueiro, marcasse o primeiro gol, aos 11 minutos. Aos 28 minutos, porém, o meia Maurício, impedido, cabeceou para bela defesa de Fábio Costa, porém no rebote Edson Santos empatou para o Cianorte.

Qualquer time e torcida teriam desanimados, pois agora necessitaríamos de mais quatro gols, em 60 minutos de jogo. Mas aquilo era Corinthians, era Pacaembu lotado e a Fiel mandando o time não parar. Roger ainda perdeu um gol feitono fim do primeiro tempo, mas faltando um minuto, aos 44 minutos de jogo, fez o segundo, enlouquecendo o estádio e dando esperanças. Só faltavam 3…

Menos nervoso, o Corinthians voltou bem mlhor no segundo tempo, e no primeiro minuto Tevez marcou o terceiro. Roger, aos 6 minutos, fez o quarto de falta, após um frangaço do goleiro Adir. Só faltava um! Classificação garantida? Não, porque para nós tudo é mais difícil.

Era apenas questão de tempo para o quinto gol, mas o tempo passava rápido até demais e nada acontecia, as bolas batiam na trave e não entravam. Até que aos 34 minutos, a 11 do fim, Gustavo Nery, na raça, consegue fazer o quinto. A fiel enlouquecia. Porque no Corinthians, milagres acontecem!

06 de Abril de 2006, um ano depois, a situação era complicada. Penúltima rodada da libertadores, o Corinthians enfrentava a U.Católica do Chile em Santiago. Os chilenos tinham 10 pts, o Corinthians 7 e o Tigres 6. Em outras palavras, nos confrontos entre os três times, todos tinham ganho em casa, com exceção do empate no Pacaembu entre Timão e U.Católica. Todos tinham ganho do Deportivo Cali também, que não tinha pontos. A vitória era fundamental, e o empate não tirava o time da disputa, mas o deixaria em situação desconfortável.

Mas a América, que em 2010 se renderá aos nossos pés, teve uma prévia do que é o Corinthians.

Logo aos 2 minutos, um lance bizarro: empurrado por Quinteros, o goleiro Herrera (lembram dele?) socou a bola nas costas do atacante chileno, fazendo com que ele entrasse: 1-0 para a equipe da casa. Aos 23 minutos, após belo lançamento de Marcelo Matos, Tevez chuta na saída do goleiro Buljubasich, a bola pega na trave e entra. É a volta da esperança: 1-1. Aos 37 minutos, Nilmar vira o jogo. Porém, aos 39, os chilenos empatam de novo (gol contra de Wendel, graças a Deus isso não existe mais)… Fim do primeiro tempo: 2-2, um jogaço, mas ainda teria muito por vir

Até aí, eu estava numa pizzaria, após minha colação de grau, e só tinha TV no bar da frente, eu tentava adivinhar o que estava acontecendo, olhava para lá e me chamavam de louco.

nilmar_UC

Chego em casa e começa o segundo tempo. Aos 2 minutos, Wendel de novo, agora é expulso. O Corinthians, porém, era quem atacava, e numa tabela com Carlos Alberto, Nilmar faz simplesmente um GOLAÇO, aos 16 minutos, era o terceiro do Corinthians, era o gol da superação, o Corinthians vencia com um a menos em campo, no Chile.

Mas sempre temos que sofrer mais né… Gustavo Nery é expulso aos 25 minutos, o Corinthians ficava com 9 em campo, e Adhemar Braga trocava Nilmar e Ricardinho por Xavier e Rubem Jr !!!

Até que o juiz uruguaio apitou, eu sai correndo pela casa, e o Corinthians estava classificado, favorecido pelo empate do Tigres com o Deportivo Cali. Atuação de gala de Nilmar, Tevez e Carlos Alberto. Um verdadeiro milagre em terras estrangeiras.

O time acabou sendo eliminado nas fases posteriores dos dois campeonatos, por terem perdido em algum momento o espírito guerreiro do 06 de abril, o espírito que todos que jogam no Corinthians deveriam ter não um jogo por temporada, mas em todos os jogos, e que hoje Elias, Cristian, Felipe, Chicão, Ronaldo, Alessandro e companhia encarnam tão bem.

Escalação do time contra o Cianorte

Fábio Costa; Betão, Marinho (Rosinei) e Sebá Dominguez; Edson, Marcelo Mattos, Carlos Alberto (Hugo), Roger e Gustavo Nery; Tevez e Bobô (Jô)
Técnico: Daniel Passarella

Escalação do time contra o Universidad Católica

Herrera; Coelho, Betão, Wendel e Gustavo Nery; Mascherano, Marcelo Mattos, Ricardinho (Xavier) e Carlos Alberto (Renato); Tevez e Nilmar (Rubens Júnior)
Técnico: Ademar Braga

PS1: Eta camisa bonita aquela preta com dourado

PS2: Desde aquela época já éramos prejudicados pelas arbitragens, nos dois jogos tivemos gols irregulares contra nós.

Corinthians X Cianorte

Matéria do globoesporte http://www.youtube.com/watch?v=aZaY06lpRTc

Narração de José Silvério http://www.youtube.com/watch?v=7P6YI08pKQE

Corinthians X U.Católica

Lances pelo Sportv – http://www.youtube.com/watch?v=n_X09pfh5kQ

Anúncios

~ por sergiokid em maio 17, 2009.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: